A UnB possui infraestrutura de pesquisa sólida e abrangente, com 686 laboratórios, 67 núcleos e 31 centros de pesquisa. Também possui, distribuídas por toda a universidade, outras 46 infraestruturas de apoio, como bibliotecas, biotérios, usinas, fábricas, viveiros, museus, coleções e outros. Dentre os laboratórios de pesquisa, 96 prestam serviços tecnológicos para a sociedade ou são ligados à inovação em diversas áreas; 45 laboratórios são multiusuários, atendendo a mais de uma unidade e consequentemente otimizando o uso dos recursos e equipamentos de alta complexidade disponíveis. Destaca-se o crescimento exponencial nas últimas duas décadas, com aumento quantitativo de mais de 100% dos laboratórios - em 2001 a UnB possuía 324 laboratórios (Anuário Estatístico, 2001).

Conheça o painel analítico interativo com os dados da infraestrutura de pesquisa da UnB.

 

Esta grande infraestrutura, que engloba espaço físico, equipamentos, conhecimento e recursos humanos de alto nível, incluindo os mais de 600 grupos de pesquisa registrados no CNPq, além de 3 Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia (INCTs), é o esteio da produção científica e tecnológica da Universidade. A partir das condições criadas pela Lei de Inovação, esta pode ser compartilhada com o setor produtivo e a sociedade em geral, ancorando e apoiando as iniciativas de empreendedorismo e inovação.

 

Imagem para site

 

De acordo com a Resolução da Câmara de Projetos, Convênios, Contratos e Instrumento Correlatos - CAPRO nº 0002/2019, a UnB classifica suas infraestruturas de pesquisa em:

 

  • Centro de Pesquisa: Aos Centros, em geral, competem as atividades de caráter cultural, artístico, científico, tecnológico e de prestação de serviços à comunidade, com finalidades específicas ou multidisciplinares (Regimento UnB). Os Centros de Pesquisa, aqui definidos, são estruturas com caráter principal voltado à pesquisa, geralmente com um ou mais grupos de pesquisa a ele relacionados.

 

  • Núcleo de Pesquisa: o Núcleo de Pesquisa caracteriza-se como um grupo de pesquisadores com proposta de investigação conjunta, com linhas de pesquisa estabelecidas e enquadradas em áreas de concentração da CAPES.  Diferencia-se de um laboratório por possuir natureza de pesquisa com menor necessidade de equipamentos especializados.

 

  • Laboratório de Pesquisa (LP): são infraestruturas de pesquisa científica, tecnológica e/ou artística que contém equipamentos de pesquisa de qualquer porte e quantidade ou disponibilizam técnicas de qualquer natureza, ou que sejam destinadas a reuniões e discussões temáticas, coordenados por um ou por conjunto de docentes, que possuem pelo menos um grupo de pesquisa certificado e atualizado no Diretório de Grupos de Pesquisa do CNPq (DGP/CNPq).

 

  • Laboratório de Pesquisa Multiusuário (LPM): são infraestruturas de pesquisa científica, tecnológica e/ou artística, registradas no Decanato de Pesquisa e Inovação (DPI), compartilhadas por duas ou mais Unidades  Acadêmicas ou Programas de Pós Graduação da UnB que: i) visam atender, de forma ampla, uma comunidade de usuários internos e externos à UnB; ii) possuem pelo menos dois grupos de pesquisa certificados e atualizados no Diretório de Grupos de Pesquisa do CNPq (DGP/CNPq); iii) seguem normas específicas de gestão;  iii) dispõem de equipamentos e/ou serviços altamente especializados de média e grande complexidade, tecnicamente compatíveis com padrões internacionais de excelência; iv) possuem política definida de disponibilização de sua infraestrutura e serviços para usuários internos e externos.

 

  • Laboratório de Pesquisa e Inovação e/ou Prestação de Serviços Tecnológicos (LPI): são infraestruturas de pesquisa científica, tecnológica e/ou artística, voltadas à inovação como tema e/ou que prestam serviços tecnológicos conforme o Decreto de Inovação n° 9.283, de 7 de fevereiro de 2018, devidamente registrados no Núcleo de Inovação Tecnológica (NIT) da UnB e que possuem pelo menos um grupo de pesquisa certificado e atualizado no Diretório de Grupos de Pesquisa do CNPq (DGP/CNPq).

 

  • Laboratórios e outras Infraestruturas de Apoio à Pesquisa (LIAP): dão suporte à pesquisa científica, tecnológica e(ou) artística, disponibilizando materiais e serviços para o desenvolvimento da pesquisa. São classificados em Gerais ou Temáticos: i) Gerais – que fornecem materiais e/ou serviços para desenvolvimento da pesquisa em qualquer área de conhecimento. Enquadram-se nesta classe infraestruturas como bibliotecas, centrais criogênicas, oficinas mecânicas e de prototipagem, centrais de distribuição de informação ou utilidades, dentre outras. ii) Temáticos – que fornecem materiais e/ou serviços para o desenvolvimento da pesquisa, atendendo a áreas específicas do conhecimento. Enquadram-se nesta classe infraestruturas como biotérios, acervos, canteiros experimentais, coleções, litotecas, herbários, laminotecas, xilotecas, observatórios, museus, viveiros, dentre outras.

 

  • Laboratório de Ensino: são infraestruturas de apoio ao ensino de graduação e pós-graduação. 

  

Os Laboratórios foram divididos de acordo com os colégios e grandes áreas de conhecimento da CAPES, de maneira a facilitar a identificação da infraestrutura de interesse. No menu lateral, clique na área do conhecimento para abrir o conteúdo das infraestruturas.

 

Lista completa de laboratórios da UnB, organizados por área (Humanidades, Ciências da Vida, Ciências Exatas, Tecnológicas e Multidisciplinar): Laboratórios da UnB (PDF)

 

Link para Decanato de Pesquisa e Inovação (DPI): http://www.dpi.unb.br/index.php?lang=en

Para atualizações, enviar e-mail para Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.